Cinco funções de gestão e liderança

Todos os dias, os gerentes têm a tarefa de liderar e inspirar as pessoas que trabalham sob eles. Isso inclui o planejamento para o sucesso da equipe e o cumprimento do que é necessário para administrar um negócio. Cinco funções-chave são consideradas as maneiras pelas quais a administração deve liderar e interagir com os membros da equipe. Do planejamento à revisão, quanto mais específico for o gerenciamento, mais eficaz será o negócio no alcance das metas.

Dica

As cinco funções principais do gerenciamento são o planejamento estratégico, a organização de recursos, a contratação de pessoal, a direção de atividades e o controle do sucesso da empresa.

O Planejamento Estratégico de Ações

O planejamento estratégico é o processo de avaliar os objetivos da empresa e, em seguida, definir um rumo para o sucesso. Esta função avalia as atividades e metas existentes. Os gerentes, então, programam atividades que levarão ao cumprimento dessas metas. Os líderes tendem a ser mais estratégicos: eles devem se tornar solucionadores de problemas, capazes de ver o quadro geral e, ao mesmo tempo, identificar coisas específicas que afetam o sucesso geral. Por exemplo, se a meta é melhorar o tempo que os clientes levam para atender seus pedidos, uma estratégia operacional é executada para melhorar o atendimento do produto.

Organização de recursos para atingir metas

A função de organização reúne recursos para atingir as metas estabelecidas na função de planejamento. Os recursos incluem materiais, pessoal e apoio financeiro. Os líderes precisam identificar quais atividades são necessárias, atribuir essas atividades a pessoal específico, delegando tarefas com eficácia. Os líderes precisam coordenar tarefas para manter os recursos se movendo com eficiência em direção às metas. É importante priorizar quais recursos são essenciais em um determinado momento. Por exemplo, se mais estoque for necessário, mas a empresa não tiver os recursos financeiros para obtê-lo, a prioridade é atender à necessidade financeira.

Colocando o talento certo no lugar certo

Quando uma empresa está com falta de mão de obra, isso prejudica a capacidade da empresa de atender aos clientes e também sobrecarrega o pessoal existente. A administração precisa identificar os cargos-chave da equipe e garantir que o talento adequado esteja atendendo a essa função específica. Uma vez que a estrutura de pessoal certa é estabelecida, os líderes precisam de treinamento, desenvolvimento profissional, taxas de remuneração e monitoramento de desempenho. Líderes eficazes são capazes de desenvolver talentos e identificar aqueles que estão prontos para promoção.

Atividades de orientação e direção

Dirigir atividades é uma função fundamental. Deixar a equipe saber o que precisa ser feito e também quando é responsabilidade dos gerentes. No entanto, os chefes dizem às pessoas o que fazer, enquanto os líderes as motivam a contribuir de maneiras significativas. A função de direção exige que os líderes façam mais do que simplesmente dar ordens, embora as tarefas devam ser concluídas para o sucesso do negócio. Essa função começa com a supervisão de subordinados e, ao mesmo tempo, motiva as equipes por meio de uma liderança orientada comunicada de maneira clara.

Sistemas de Controle de Sucesso

Os sistemas de controle referem-se a todos os processos que os líderes criam para monitorar o sucesso. Os treinadores esportivos têm um ditado que diz: "Os vencedores marcam os pontos", o que significa que os vencedores sabem onde estão e o que é necessário para atingir um objetivo. Esta função de negócios requer que os líderes estabeleçam padrões de desempenho, meçam o desempenho real e comparem as métricas para determinar anomalias.

Por exemplo, um líder de vendas está focado em mais do que apenas os números de vendas finais; ele considera as atividades principais, como o número mínimo de pitches e chamadas de saída. Os líderes revisam os dados e fazem ajustes nos processos, políticas, treinamento ou pessoal para resolver as falhas com base nesses dados. Os líderes vencedores não vêem o mau desempenho como falhas, mas como oportunidades para resolver um problema que obtém os resultados desejados.