As vantagens da estrutura organizacional centralizada

Uma estrutura organizacional centralizada é uma configuração na qual a maior parte do poder e das responsabilidades críticas de tomada de decisões estão concentradas em alguns líderes-chave. Uma organização centralizada geralmente hospeda seus principais tomadores de decisão ou executivos em uma sede central com escritórios e áreas de reunião para os líderes discutirem negócios.

Centralização Suporta Visão Focada

Visão é um traço-chave de liderança eficaz e ter uma estrutura mais centralizada mantém todos os níveis de uma organização focados em uma visão ou propósito. Um presidente de empresa ou equipe executiva pode estabelecer e comunicar sua visão ou estratégia aos funcionários e manter todos os níveis movendo-se na mesma direção. Isso evita possíveis inconsistências na visão e ajuda as empresas a transmitir uma mensagem comum aos clientes e comunidades.

A execução rápida se torna possível

Com menos pessoas envolvidas na discussão e decisão sobre estratégia e ação, as organizações centralizadas geralmente reagem mais rapidamente a um mercado dinâmico. Os líderes podem reunir informações e discutir com eficiência os prós e os contras das decisões em um pequeno grupo. Isso torna o processo de comunicação e tomada de decisão muito mais eficiente do que em estruturas descentralizadas nas quais muitos gestores locais devem participar do processo. Uma vez que as decisões são tomadas, os gerentes de topo enviam diretivas aos níveis inferiores para implementação conforme orientado.

Conflito Interno Reduzido

Quando apenas uma pessoa ou um pequeno grupo no topo toma decisões importantes, as empresas experimentam menos conflitos e divergências entre os funcionários de nível inferior a médio. Se muitos funcionários e níveis na organização se envolverem nas decisões, haverá mais potencial para disputas e diferenças na implementação. Com os gerentes de topo assumindo a responsabilidade de tomar e implementar decisões críticas, eles isolam outros gerentes e líderes do fardo de tomar decisões arriscadas ou desfavoráveis. Isso é especialmente importante para as relações gerente-funcionário de nível inferior.

Controle e responsabilidade

Quando os líderes centralizados são responsáveis ​​por todas as decisões importantes, eles retêm mais controle sobre as operações da empresa e o desenvolvimento de sua cultura. Além disso, há poucas dúvidas sobre quem é o responsável pelos resultados dessas decisões. Se a empresa obtiver um preço ruim em uma negociação com o fornecedor, a alta administração sabe que deve recorrer ao comprador-chefe para ter uma ideia do que deu errado. Essa responsabilidade faz com que os gerentes de topo conduzam uns aos outros para o desempenho máximo.

Os funcionários têm funções bem definidas

Em organizações com forte liderança centralizada, os funcionários geralmente têm descrições de cargos e funções bem definidas. Quando os funcionários estão cientes de seus deveres, bem como dos deveres e responsabilidades de seus colegas de trabalho, eles costumam ser mais produtivos e se sentir mais confiantes para tomar decisões dentro de sua esfera de responsabilidade. O moral também pode melhorar, pois os trabalhadores podem ser menos propensos a se ressentir uns dos outros por ultrapassar os limites, na outra extremidade do espectro, não trabalhando duro o suficiente.

Quando os trabalhadores têm responsabilidades bem definidas, pode ser mais fácil para a gerência e os recursos humanos determinar se há necessidade de criar novas funções ou contratar mais funcionários. Isso pode ajudar a manter os custos baixos, evitando contratações redundantes, ao mesmo tempo que facilita o recrutamento de trabalhadores qualificados para os cargos necessários.