Estrutura Orgânica do Design Organizacional

O desenho organizacional de uma empresa estabelece a hierarquia, o fluxo de trabalho e a cultura corporativa de uma empresa. A organização orgânica é comparada à estrutura mecanicista com diferenças marcantes entre as duas. Estrutura orgânicae é uma abordagem descentralizada, enquanto a estrutura mecanicista é uma abordagem centralizada. Ambos têm pontos positivos e negativos sobre como a cultura da empresa desenvolve e executa a missão e a visão da organização.

Estrutura Orgânica da Organização

A estrutura organizacional orgânica é considerada plana, o que significa que não existe uma pirâmide típica de liderança fluindo dos trabalhadores de nível inferior até a alta administração. Freqüentemente, há muitos funcionários que trabalham em clusters horizontais, em vez de clusters invertical. Do ponto de vista do organograma, o objetivo é criar uma cultura mais homogênea de funcionários por meio de funções de gestão descentralizadas.

Na estrutura orgânica da organização, os funcionários são incentivados a trabalhar em conjunto e ter equipes trabalhando em conjunto ou coordenando o fluxo de informações e atribuições. As equipes se desenvolvem com a comunicação trabalhando entre as equipes de forma horizontal, em vez de direcionar as informações para cima e para baixo em uma hierarquia tradicional. Muitas organizações que adotam uma estrutura orgânica implementam um espaço de trabalho de planta baixa aberto, onde a comunicação verbal é mais valorizada do que a comunicação escrita constante. A função de um membro da equipe pode ser ajustada, conforme as necessidades da organização e as tarefas imediatas mudam com o tempo.

Estrutura de Organização Mecânica

A estrutura mecanicista é muito mais tradicional e costuma ser a maneira imediata de uma nova empresa estabelecer seu organograma. A estrutura é mais claramente definida como uma hierarquia com a liderança delegando funções e tarefas específicas para aqueles abaixo. As equipes são lideradas por gerentes, em vez de formar uma equipe dentro de grupos coesos. A estrutura mecanicista tende a ser mais estável, e também rígida, quando se trata de funções de liderança delegadas.

Com uma abordagem de liderança centralizada, a estrutura mecanicista se esforça para ter descrições de funções específicas para todos. As pessoas trabalham em tarefas individuais, com gerentes e líderes orquestrando as peças móveis. A comunicação escrita é usada para rastrear e aconselhar sobre todos os aspectos do trabalho; este é um modelo organizacional de relatórios pesados. A estrutura mecanicista exige que os líderes construam lealdade entre os trabalhadores que se reportam diretamente a eles. Os trabalhadores devem ter confiança explícita de que as instruções que recebem levarão a empresa para mais perto de seus objetivos.

Construindo uma equipe eficiente

Existem prós e contras tanto nas estruturas orgânicas quanto nas mecanicistas. O modelo rígido da abordagem mecanicista pode sufocar a criatividade e a inovação. É por isso que a maioria das empresas de tecnologia, como o Google, adota uma abordagem orgânica. Mesmo o modelo orgânico tem problemas, em que muitas idéias sobre como completar uma tarefa podem criar pandemônio e ineficiência. Sem uma liderança clara, o ímpeto em direção aos objetivos da empresa pode mudar e se diluir, fragmentando-se em abordagens diferentes entre as várias equipes da empresa.

Os líderes empresariais precisam considerar quais elementos dos modelos orgânico e mecanicista funcionam e quais não. A integração de um modelo híbrido permite que uma organização mantenha um modelo plano onde as inovações da equipe são valorizadas com metas de liderança claramente definidas e tarefas especificadas. Uma empresa que desenvolve uma estrutura orgânica simplesmente porque a liderança não é forte o suficiente para ser um líder eficaz não terá sucesso. Mas se os líderes chegarem com uma visão definida, obtendo a adesão das equipes e, então, facilitar o trabalho em equipe em direção a essa visão, a empresa estará pronta para o sucesso.

Construir uma equipe eficiente começa com a compreensão das tarefas necessárias para atingir qualquer objetivo da empresa. A partir daí, a administração deve definir posições-chave em uma estrutura mais plana que define quem é responsável por quê. Embora se mova mais em direção à abordagem mecanicista, dá às equipes uma liderança clara com objetivos específicos não sujeitos às ideias da equipe. Em última análise, os líderes empresariais desejam os elementos criativos e o trabalho em equipe em uma estrutura orgânica com a clareza do mecanicismo em termos de autoridade e visão.