Todas as portas SATA têm a mesma velocidade nas placas-mãe?

Você não precisa se preocupar com qual porta ATA serial você usa para conectar um dispositivo a uma placa-mãe: todas as portas funcionam na mesma velocidade. No entanto, toda placa-mãe compatível com SATA oferece suporte a uma geração específica que oferece diferentes velocidades de acesso a dados. Todas as portas SATA em uma placa-mãe têm a mesma velocidade, mas todas as placas-mãe não suportam as mesmas velocidades SATA.

O que é SATA?

SATA é um tipo de conexão usado por computadores e dispositivos semelhantes a computadores para conectar componentes de armazenamento periférico, como unidades ópticas e discos rígidos, ao dispositivo. SATA substituiu o padrão ATA paralelo. Os dispositivos PATA usam uma fita larga que conecta dois dispositivos à placa-mãe, enquanto o SATA substitui a fita por uma fita semelhante a um fio de sete pinos que conecta dispositivos individuais à placa-mãe. Do ponto de vista físico, a fita menor da SATA é mais propícia para suavizar o fluxo de ar. Os dispositivos SATA e PATA requerem um cabo de alimentação separado. De acordo com a Organização Internacional SATA, a SATA tem uma penetração de mercado de 99% em PCs de consumo.

Tipo Único e Uso do Dispositivo

A placa-mãe é fabricada com um padrão SATA máximo suportado específico. Não importa quais portas você usa com os dispositivos. Cada porta SATA na placa-mãe tem sua própria largura de banda individual, então você não verá uma melhora na velocidade trocando as portas. Esta é uma diferença fundamental entre PATA, onde dispositivos na mesma faixa de opções compartilham a mesma largura de banda.

O próprio periférico pode ser responsável por um desempenho mais lento em comparação com outro periférico semelhante, pois os componentes podem suportar velocidades diferentes. Além disso, os periféricos podem ter problemas de desempenho causados ​​por outros fatores independentes do dispositivo.

SATA I, II e III

O padrão SATA foi atualizado três vezes para fornecer melhorias de velocidade em relação à geração anterior. SATA I, SATA II e SATA III podem transferir dados entre a placa-mãe e o componente a 1,5 gigabits por segundo, 3Gbps e 6 Gbps, respectivamente. Os padrões SATA também são conhecidos por sua velocidade em oposição à sua geração. As versões com numeração mais alta também aprimoram os protocolos de transferência de dados e gerenciamento de energia. Existe um padrão adicional chamado "SATA externo" que pode ser usado para conectar dispositivos externos. O padrão eSATA suporta cabos mais longos de até dois metros, em oposição às versões internas de um metro.

Compatibilidade com versões anteriores

O padrão SATA oferece compatibilidade com versões anteriores e posteriores. Isso significa que todos os periféricos SATA funcionarão com todas as placas-mãe com suporte para SATA. No entanto, os dispositivos e a placa-mãe serão reduzidos ao padrão mais alto comumente suportado e operarão em sua velocidade. Um disco rígido SATA III conectado a uma placa-mãe SATA II funcionará na velocidade SATA II. Um disco rígido SATA I conectado a um SATA III funcionará na velocidade SATA I.