Definição de um varejista de tijolo e argamassa

Um estabelecimento de varejo de tijolo e argamassa é aquele que opera a partir de uma loja física, ao contrário de outros métodos comuns de varejo, como catálogos de pedidos pelo correio ou compras online. O varejo convencional pode oferecer uma série de vantagens e desvantagens para os proprietários de lojas e também para os clientes. Se você é um aspirante a varejista, precisará determinar se um local físico faz sentido para você e se também deve incorporar outros métodos de venda.

Experiência do Cliente

Um local físico pode oferecer uma experiência aprimorada ao cliente em comparação com outros métodos, como compras online. No caso das roupas, os clientes conseguem manusear a mercadoria ou experimentá-la, dando-lhes uma noção mais ampla das características e benefícios do produto. Alguns compradores também preferem a interação cara a cara que têm com os vendedores e outros funcionários da loja, especialmente se tiverem dúvidas ou problemas.

Benefícios de vendas

Os locais físicos geralmente oferecem uma oportunidade maior para as lojas fazerem uma venda. No caso de um varejista de luxo, por exemplo, os clientes podem ser seduzidos pelo ambiente e pela imagem da loja, e vendedores atentos e persuasivos podem motivar os clientes a fazerem uma compra. As lojas também podem usar displays dentro da loja para incentivar as compras por impulso. Por outro lado, os compradores online ou por catálogo podem se contentar em navegar sem sentir qualquer sensação de urgência para fazer uma compra.

Custos

Uma desvantagem das operações tradicionais são os custos operacionais mais elevados. Os proprietários de lojas podem precisar entrar em um contrato de arrendamento de longo prazo para obter um local de venda ou se endividar profundamente para comprar um prédio. Dependendo do tamanho da operação, eles também podem ter que contratar uma equipe relativamente grande. Outros custos incluem serviços públicos, manutenção de edifícios, seguro e redução de custos, o que inclui roubo de funcionários e clientes, bem como danos à mercadoria.

Conveniência

Os locais físicos nem sempre podem oferecer a conveniência que os clientes podem preferir. Ao contrário das compras online, por exemplo, os clientes estão limitados a comprar durante certas horas do dia. Um local físico também exige que os clientes viajem para chegar à loja. Os locais físicos têm restrições de espaço, o que limita a quantidade de produtos que podem ser colocados à venda. Alguns clientes podem se sentir pressionados ou intimidados em um ambiente de varejo, preferindo navegar sem a intrusão de vendedores ou lidar com hordas de compradores.