Vantagens e desvantagens dos empréstimos bancários

Os empréstimos bancários estão disponíveis para financiar a compra de estoques e equipamentos, bem como para obter capital operacional e fundos para a expansão dos negócios. Esses empréstimos são um método confiável e consagrado de financiar uma pequena empresa, mas os bancos geralmente financiam apenas empresas com garantias substanciais e um longo histórico, e os termos que oferecem costumam ser muito rígidos. Os proprietários de empresas devem pesar as vantagens e desvantagens dos empréstimos bancários em comparação com outros meios de financiamento.

Vantagem: manter o controle da empresa

Um banco empresta dinheiro a uma empresa com base no valor da empresa e em sua capacidade percebida de pagar o empréstimo em dia e na íntegra. Ao contrário do financiamento de capital, em que a empresa emite ações, os bancos não assumem nenhuma posição de propriedade nas empresas. O pessoal do banco também não se envolve em nenhum aspecto da gestão de uma empresa para a qual o banco concede um empréstimo. Isso significa que você deve manter o gerenciamento e o controle total do seu negócio sem interferência externa.

Vantagem: o empréstimo bancário é temporário

Uma vez que o mutuário comercial tenha liquidado um empréstimo, não há mais obrigação ou envolvimento com o credor bancário, a menos que o mutuário deseje contrair um empréstimo subsequente. Compare isso com o financiamento de capital, em que a empresa pode estar pagando dividendos aos acionistas enquanto o negócio existir.

Vantagem: os juros são dedutíveis do imposto

Os juros sobre empréstimos de bancos comerciais são dedutíveis nos impostos. Além disso, especialmente com empréstimos a taxas fixas, nos quais a taxa de juros não muda durante o curso de um empréstimo, os pagamentos do serviço do empréstimo permanecem os mesmos ao longo da vida do empréstimo. Isso torna mais fácil para as empresas orçar e planejar os pagamentos mensais dos empréstimos. Mesmo se o empréstimo for um empréstimo com taxa ajustável, os proprietários de negócios podem usar uma planilha simples para calcular os pagamentos futuros no caso de uma mudança nas taxas.

Desvantagem: Difícil de se qualificar

Uma das maiores desvantagens dos empréstimos bancários é que eles são muito difíceis de obter, a menos que uma pequena empresa tenha um histórico significativo ou garantias valiosas, como imóveis. Os bancos têm o cuidado de emprestar apenas para empresas que podem pagar seus empréstimos de forma clara e também se certificam de que são capazes de cobrir perdas em caso de inadimplência. Os mutuários comerciais podem ser solicitados a fornecer garantias pessoais, o que significa que os bens pessoais do mutuário podem ser confiscados no caso de o negócio falir e não puder pagar a totalidade ou parte de um empréstimo.

Desvantagem: altas taxas de juros

As taxas de juros para empréstimos bancários a pequenas empresas podem ser bastante altas, e o montante de financiamento bancário para o qual uma empresa se qualifica muitas vezes não é suficiente para atender completamente às suas necessidades. A alta taxa de juros pelo financiamento que uma empresa recebe muitas vezes impede sua expansão, porque a empresa precisa não apenas pagar o empréstimo, mas também lidar com fundos adicionais para cobrir fundos não fornecidos pelo banco. Os empréstimos garantidos pela U.S. Small Business Administration oferecem melhores condições do que outros empréstimos, mas os requisitos para se qualificar para esses empréstimos bancários subsidiados são muito rígidos.